top of page

Seu corpo sabe o que você precisa


Mulher sorridente em vestido laranja de manga curta com decote em 'V', sentada do lado de fora da loja segurando sorvete enquanto olha para longe
Foto: Ogo Johnson

Esses dias estava trocando áudios com uma amiga, e falávamos sobre a necessidade de ficar sozinha. De pensar sobre si, sobre a vida, os sentimentos. E a vida é pesada, para algumas pessoas mais do que para outras, e sentir-se sozinha é sempre muito duro. Mas, em todos os momentos que ficamos com nossos próprios botões, temos a chance de ouvir aquela voz interior que sabe intuitivamente o que precisamos. E aí, no instante seguinte, quando a gente chora e se sente sozinha demais para enfrentar tudo, a gente vai lembrar do que ouvir por dentro, e a gente vai conseguir sair dessa. Deu pra entender?


Tem gente com uma luz divina, especial demais, que compartilha o que há de bom em si com muita facilidade. E a real é que encontrar essas almas solares nos dão um empurrãozinho, para o tipo de salvação que só a gente é capaz de realizar na própria vida. "A princesa salva a si mesma no final desse livro", sabe como é?


Você dorme e acorda com você, todo dia. Você chora e suporta o surto nas horas mais difíceis e desesperadas. Você se abraça no banho, você reza pra seu orixá, você é que consegue mesmo! Um doce de frutas tropicais sem abacaxi dividiu essa sabedoria comigo. Deixe se derreter pela vida, por si, pelos outros, seja flexível e paciente com seus passos. Ao abrir a porta de segurança para pular do incêndio no avião, você pode cair num campo de girassóis.


E você pode continuar só, mas pode se sentir muito bem acompanhada, de você e de todo o bem que você agradece todos os dias por encontrar no caminho. Vai ter alguém que vai gostar de tudo em você, e esse alguém pode ser você mesma!

2 Comments


Parabéns pelo texto! Quero contribuir dizendo que você também tem uma luz própria especial, afinal a gente só atrai o outro por ressonância de energia. O que você vê de brilho em alguém reflete o seu próprio brilho interior, às vezes falta apenas reconhecer e se apoderar dele. Eu vejo seu brilho, Lugana!

Like
Replying to

Adriana, te agradeço imensamente por essas palavras! E também pela sua leitura. Um abraço afetuoso

Like
bottom of page