top of page

Terapia é igual ao chá da sua avó. Mal não faz!


Fotografia e colagem: Silas Fernandes

Enfim, a terapia


Sabe aqueles dias que você senta na frente da sua analista e diz "hoje eu não tenho nenhuma demanda"? Pela minha experiência, quando você acorda com essa sensação, você precisa mesmo ir até a sua sessão. Esses são os dias que podemos nos ouvir tão intimamente, mesmo durante os intervalos de silêncio, que quase sempre são dias que terminamos com grandes reflexões.


Eu considero terapia uma coisa ótima para um planejamento de longo prazo. Mas, antes disso, ela vai ser muito difícil de encarar, vai te rasgar um pouco, te fazer sofrer, mostrar o quanto você está equivocada em suas suposições. Não é fácil mesmo, mas depois de um tempo você vai sentir os bons resultados.


Para muitas pessoas, essas horas de conversas com um profissional habilitado para captar a psiquê humana serão o recorte breve dentro de uma semana puxada, reservando aquele momento para olhar única e exclusivamente para si. E todo mundo precisa disso. Ou quase todo mundo! Tem gente que encara bem a vida sem parar para se fazer perguntas constrangedoras. Um viva para quem consegue!


Depois que eu conheci a terapia, acho que como a maioria das pessoas, já precisei pausar o tratamento. Os motivos foram variados, mas sempre voltei porque estava sentindo falta. Já passei por profissionais diferentes, com linhas de trabalho também distintas. E como estou viciada em indicar séries (Adriele sabe do que estou falando), deixo aqui a sugestão de Wanderlust, disponível na Netflix. Você vai ver a vida de uma terapeuta, vivida por Toni Collette.


Mas voltando aqui para a terapia na vida real, devo dizer que em todo recomeço com uma nova pessoal me acompanhando, eu "senti" um pouco. É um desafio ter que se despir de novo e recontar sua história. No entanto, sempre foi muito bom ter a oportunidade de conhecer as opiniões dos outros quando o rio já passou e você já mergulhou. Entende? Eles me olhavam de um ângulo diferente porque eu não estava mais no ápice do viver e sofrer determinadas histórias, estava trazendo meus relatos. Já sendo influenciada pela minha própria mudança no tempo e vestindo a pele de uma nova mulher que irá mergulhar em outros rios ainda desconhecidos.


Estou aqui como missionária de fé, espelhando a palavra da terapia. Hoje existem profissionais com atendimento social, preços variados, formatos online e presencial. Sabemos que tem dias que um bolo de chocolate, um café e sua melhor amiga é tudo o que você precisa. Pode trocar café por vinho/cerveja/gin e substituir o bolo por petiscos frios, por exemplo. Rsrs!

Mas, se tiver uma chance, busque a terapia também.





4 Comments


Edivaldo Barros
Edivaldo Barros
Aug 24, 2022

Muito obrigado por ter compartilhado esse texto comigo

Bjs!

Like

Anajara Tavares
Anajara Tavares
Aug 24, 2022

Vai um cházinho ai??

Sem duvida alguma que umas boas risadas com uma amiges muda o dia, mas nada de dispensar uma escuta qualificada que te mostra o quanto vc tem caminhado na direção de um outro olhar sobre si.

Ultimamente tenho preferido conversar com a terapeuta do que com as amigas, infelizmente intimidade permite que as pessoas te julguem muito facilmente e te ponha rótulo. Sei que essa fase vai passar, pois amo conversar com pessoas intimas, mas nessa fase tenho amado cada vez mais esse chá de vó.


Vc tem trazido leveza a reflexões importantes, que bom que tem se permitido escrever sobre elas.


Bjs!!!!


Like
Lugana Olaiá
Lugana Olaiá
Aug 24, 2022
Replying to

Isso Ana. A gente tem que sentir o que o momento pede. Todo amigo também tem suas questões, seu jeito de ver o mundo e as marcas das suas escolhas. Ser imparcial é difícil. Bom é ter os dois, terapia e amizade. rsrs. Obrigada pela partilha aqui tb! Bjs

Like

Nossa caiu como luva pra mim!!!

Parabéns Lu 👏👏👏👏👏🤎

Like
bottom of page